sábado, 15 de agosto de 2009

o Homem, a sua saúde e o seu bem-estar

Não é fácil falar sobre o Homem, mas aquele que quiser conhecer-se e ter consciência de toda a sua realidade precisa de saber que o homem físico e mental responde inteiramente à doutrina evolucionista de Charles Darwin no que diz respeito à evolução biológica das espécies a partir de um ancestral comum universal, também chamado de origem comum. Já o homem espiritual depende mais da cultura da sociedade ou do despertar individual.
Observando a árvore filogenética da vida constata-se que os 3 primeiros reinos - o mineral, o vegetal e o animal - estão reunidos na espécie animal, onde o homem está incluido.

No reino mineral, numa pedra, na terra, encontram-se apenas minerais - cada qual com os seus. Já no reino vegetal, encontram-se minerais mas também cadeias de proteínas, glúcidos e lípidos, sistemas de circulação de humores e um sistema nervoso autónomo que confere aos vegetais uma atividade sensorial de desenvolvimento proporcional ao desenvolvimento da classe. No reino animal, para além do que encontramos nos reinos anteriores, encontramos um sistema nervoso central mais complexo que, de maneira mais ou menos laborada, reflexiva ou não, permite a manifestação da emoção (impulso neural que move o organismo para a ação) definidora do caráter animal.

É com esta constituição tripla do reino animal que entramos na espécie humana que, comparativamente a outras espécies animais, revela a possibilidade de uma maior cognição e capacidade de controlar os seus estados neuropsicofisiológicos, recentemente traduzidos pela expressão «sentimento» (1) (Freitas-Magalhães, 2007), e que acabam por serem definidores da personalidade do indivíduo.

A distinguir o homem dos outros animais há ainda a "estrutura" do cérebro.
Todo o cérebro do reino animal apresenta uma massa branca (cérebro físico - encéfalo -), cuja complexidade e desenvolvimento dependem da espécie - variável de espécie para espécie mas igual dentro da espécie -, mas só a classe dos vertebrados apresenta uma massa cinzenta para além da massa branca. Esta massa cinzenta representa o cérebro pensante - córtex cerebral -, responsável pela cognição, perceção, emoção, memória, atenção, linguagem, consciência e pensamento.
O homem é o único animal vertebrado que pela sua Vontade pode desenvolver a atividade do cérebro pensante, cuja qualidade depende de cada sujeito e varia de indivíduo para indivíduo.

É este ser complexo que é o Homem. Que precisa conhecer-se e saber como cuidar-se.

No Universo, a estabilidade e a evolução do que quer que seja depende sempre do equilíbrio de forças que se "vigiam" e, ou essas forças manifestam-se num ciclo normal de produção (ciclo SHENG) e controle (ciclo KE) e há saúde, bem-estar, progresso e crescimento, ou "revoltam-se" e manifestam-se num ciclo patológico de agressão (ciclo CHENG) e há doença, mal-estar, desordem. (http://www.medicinachinesapt.com/filosofia.html)

O desenvolvimento e a condição energética fisiológica do organismo animal desenvolve-se no jogo de equilíbrio de 4 vetores direcionais (este/sul/oeste/norte; primavera/verão/outono/inverno; terra/água/fogo/ar). O jogo destes 4 vetores faz-se de forma natural na natureza. Os seres vivos aí deixados livres sabem como os respeitar e muito naturalmente encontram a sua estabilidade sem necessidade de grande intervenção do homem. No caso do Homem, este precisa de "escolher o seu caminho de vida", porque com o seu comportamento e atitudes antinaturais altera o equilíbrio das forças da natureza, não sendo só esta a sofrer as suas consequências.

Todos temos uma Primavera, um Verão, um Outono e um Inverno na vida (esta designação não tem a ver com as estações do ano). É preciso que cada estação da Vida seja vivida no seu tempo próprio. Se uma determinada estação da vida for vivida fora do seu tempo acontece ao Homem o mesmo que está a acontecer ao Planeta: desorganização climática; manifestações fora de época!, o Homem sofrerá de desorganização fisiológica; doenças; envelhecimento, mesmo morte, prematura!!!
Todos nascemos na Primavera, a Este, passamos pelo Sul no zénite do Verão e caminhamos no Inverno para Norte, depois de termos passado pelo Oeste no Outono. A descoincidência destes Elementos é fator de desequilíbrio energético, causa de patologias várias até que os mesmos sejam coincididos.

Perante uma qualquer doença poder-se-ão usar atitudes e terapias pontuais. A sua natureza pouco importa porque aqui o importante é mesmo retornar ao ciclo normal de produção e controle. Qualquer atitude que não considere este fator terá irremediavelmente um mero efeito temporário e agrava de maneira inevitável o estado geral do organismo, já de si doente, correndo este o risco de caminhar para um estado irreversível degenerativo.

Sanar, Curar e Regenerar são 3 atitudes distintas de um mesmo processo de tratamento de uma doença ou de uma situação de mal-estar.
Sana-se pela aplicação de medicamentos, nutracêuticos e terapias ; Cura-se pela reforma de vida alimentar, física e nervosa; Regenera-se pela reforma de vida mental e psíquica.

Em toda a intervenção terapêutica, seja ela na fase de desintoxicação, de revitalização, de estabilização ou de manutenção, devem usar-se técnicas e terapias dos 4 elementos básicos, a saber:
- higiene alimentar, que satisfaz o elemento terra
- higiene neuroglandular, que satisfaz o elemento água
- higiene neuromental, que satisfaz o elemento ar
- higiene neuropsíquica, que satisfaz o elemento fogo

Falhar um destes fatores na vivência do dia-a-dia é amputar algo imprescindível ao equilíbrio orgânico e neuropsicofisiológico do homem e ao mesmo tempo exigirmos-lhe que se comporte bem!

Há ainda um quinto elemento que pode ser praticado. Trata-se do elemento metal a que corresponde uma higiene neuroconsciencial que permite a expansão do nível da consciência e a harmonização multidimensional do Homem. Em algumas situações patológicas há necessidade de intervir a este nível.

O caminho a seguir é da responsabilidade de cada um. Ao técnico profissional cabe a responsabilidade de aconselhar os que tiver por melhor para cada situação e sujeito.

Neste blogue, irá encontrar em cada uma das higienes preconizadas conselhos e técnicas que poderá usar para o seu bem-estar.



-----
(1) (estado neuropsicofisiológico (Freitas-Magalhães, 2007); manifestação até ainda há bem pouco tempo atrás não reconhecida pela medicina "oficial" se bem que a mesma já fosse reconhecida, ensinada e tratada pela Escola de PVMarchesseau desde 1933 )

Sem comentários: